Os 7 segredos de uma Comissária de Voo para deixar o passageiro encantado

Ao longo de nove anos de carreira de Aeromoça, pude perceber que existe algumas fórmulas secretas que podem mudar seu dia e transformar o dia de outra pessoa numa experiência muito positiva. Como o Diário do Ar não tem cadeado e eu sou daquelas amigas que te dá todos os bizus pra você ter sucesso na sua carreira de comissária ou comissário de voo e voar cada vez mais alto, vou te contar os 7 segredos para deixar o seu passageiro encantado.

1 – Sorria. Não há nada mais contagioso do que o sorriso, nem gripe suína! Recomendo que você sorria mesmo sem aquela disposição, quando estiver naqueles dias em que preferia ficar debaixo das cobertas. No meio do voo, você já vai estar convencida de que está se divertindo, simplesmente porque o sorriso é contagioso. É comprovado cientificamente que o riso traz grandes benefícios momentâneos e em longo prazo, para a saúde física e mental. O mais engraçado é quando você sorri para o passageiro da fileira 1 e o da fileira 12 já está te olhando com sorriso bobo, porque está completamente contaminado pela comissária de voo sorridente. Eu já fiz o teste milhares de vezes e garanto.

2 – Se antecipe às necessidades do passageiro. Se o botão da chamada de comissários foi acionado por uma lactante (mulher que amamenta) ou senhora idosa, leve uma água. A lactante sente muita sede enquanto amamenta e a senhora idosa provavelmente irá tomar algum medicamento daquele horário. Com o tempo, você vai sacar as necessidades de cada passageiro apenas pelo contexto e pelo seu olhar.

3 – Sorria pela voz. Ao falar no P.A. (passenger announcement), que é aquele sistema de fonia por onde os comissários de bordo falam, procure articular a palavra como se estivesse sorrindo. Encontre um tom de voz agradável para o horário do voo. Evite falar muito alto e próximo do fone se estiver de manhã, pois os passageiros vão preferir ouvir o ululado de uma hiena do que a sua voz esganiçada. Durante a tarde, pode imprimir um pouco mais de empolgação no tom de voz, mas sem exageros: Lembre-se que o avião não é um programa de auditório.

4 – Atente-se aos detalhes. Pergunte sempre para a mãe que estiver acompanhada dos seus filhos se eles podem beber suco ou refrigerante com gelo. Não pegue no copo pela borda, onde os passageiros encostam a boca. Acenda a luz de leitura assim que escurecer e cuide daquela senhorinha idosa como se fosse sua avó/tia/ente querida. O comissário de voo que encanta um passageiro acaba por encantar todos aqueles que estão ao redor.

5 – Bom humor é fundamental. Se um passageiro brincar com você, saia da defensiva e responda despojadamente. Desenvolva seu jogo de cintura para sair com simpatia até de situações constrangedoras, como uma cantada. E lembre-se: Ria de si mesma. Errar é humano e rir de si mesmo é divino!

6 – Escute o passageiro. Não importa quem está errado, quem está certo. O passageiro precisa desabafar sobre sua insatisfação. Evite defender a empresa ou seus colegas, deixe-o falar e depois faça o possível para mudar a impressão negativa com seu excelente atendimento. Mas não force a barra.

7 – Seja simpática ao recepcionar e cordial ao se despedir dos passageiros. Não há nada pior do que aqueles “bom dias” e “até logos” mecanizados, que parecem terem sido gravados pela voz do Google. Olhe nos olhos de cada um deles e agradeça sinceramente pela sua presença a bordo.
Estes sete segredos certamente vão lhe ajudar a deixar o seu passageiro encantado.

Por Lídia Dourado

Compartilhar

Deixe uma resposta