Palco nas Nuvens

Antes de trabalhar com aviação, eu era apaixonada pelo meu trabalho no teatro e, dentro deste ramo, queria aprender tudo: Técnicas de representação, estilos teatrais, sensações, vivências. Para mim, viver o teatro era realmente uma grande realização que seria completa se fosse decentemente remunerada. Lembro-me de passar o dia inteiro gravando figuração para comerciais de televisão e ganhar R$30,00, sem transporte incluso. Muitas vezes, fiz peças filantrópicas em creches, asilos e institutos para crianças especiais somente pelo exercício do teatro e sob a doce direção do meu querido amigo e mestre, o ator e diretor Jorge Mendes.

Cheguei a participar de um curso muito importante da Escola de Teatro da Bahia, o Curso Livre. Embora não o tenha concluído, foi onde conheci pessoas especiais que me acompanham em vibração até hoje e que fizeram participação especial na minha história em algum momento.

Um dia, uma garota do curso me avisou das vagas abertas para trabalhar no circo! Era um circo itinerante que tinha a pretensão de permanecer na minha cidade durante um tempo ainda. Fui fazer o teste para assistente do mágico e, para o desespero da minha mãe, passei. “Minha filha”, dizia ela, “Tu estudaste nos melhores colégios e vais trabalhar no circo?”, “Claro, mãe. É arte”, eu dizia.

Neste período, aprendi a entrar em caixas minúsculas, aprendi a ser cortada ao meio, algumas coisinhas de contorcionismo e muita pouca coisa de malabarismo, pois eu sempre caía e me machucava. As apresentações eram escassas, muitas vezes canceladas por falta de público. Mas eu ensaiava meu número religiosamente. Entre tantas coisas interessantes e importantes, aprendi a sorrir.

A dona do circo era uma loira linda, estrangeira casada com um brasileiro, e apresentava o número final do bambolê. Meu sonho era apresentar o número do bambolê, calçando botas prateadas até o joelho e collant. Mas a moça, apesar de já ter um filho na época, era muito jovem e não raro eu a via chorar no trailler com saudades de casa. Quando o circo foi embora, não os acompanhei porque eu morria de medo de viver longe de casa.

Hoje, eu digo que a aviação é um grande teatro. Vivemos sob luzes artificiais, controladas e equipadas para um grande show. Apresentamo-nos para um público de todas as idades, com gestos como os da demonstração dos procedimentos de segurança, ensaiados para encantar e passar uma mensagem. Recitamos textos decorados, de boas vindas, de despedida, antes do pouso e decolagem, sempre preocupados com entonação e respiração. Usamos maquiagem e figurino, impecáveis. Trabalhamos sob a regência de um importante diretor, o comandante, e seguindo a risca um script que são os procedimentos da empresa. Sorrimos. E ficamos longe de casa.

Este é meu palco hoje. Com todas as preparações de backstage e superstições para me apresentar, sempre peço aos deuses do teatro para que cada vôo seja um grande espetáculo.

 

 

Compartilhar

Sobre Lídia Dourado

Uma Comissária apaixonada pelo que faz.

32 comments on “Palco nas Nuvens

  1. Cheguei no seu blog hoje e estou simplesmente encantada e também de cara sobre como sua história lembra a minha. Eu tenho 16 anos, faço teatro há 5 e até pouco tempo atrás tinha certeza de que queria artes cênicas pra vida toda. No entanto, nem tudo são flores, né? Eu sou fissurada e apaixonada por teatro, pelo público, por arte mesmo e acredito que em grandes emissoras, a essência acaba se perdendo. Infelizmente no Brasil não temos um apoio a cultura que dê pra manter o meu sonho de palco, sendo remunerada pra isso. Afinal, como você disse, quem é que vai bancar meus cremes e blusinhas? Agora saindo do teatro e entrando na aviação, eu sou livre, não gosto da mesmice, acho um absurdo nosso planeta ser tão grande e não podermos conhece-lo por inteiro, amo viajar, amo novas culturas e me identifico muito com a carreira de comissária, apesar de ter 1,56 e estar morrendo de medo disso ser um problemão, hoje tenho certeza de que em 2019 estarei entrando em um curso de aeromoça. Enfim, já falei muito. Vou continuar explorando seu blog e deixando meus coments por ai! Um beijo 🙂

    • Querida Eduarda, que delícia de comentário!
      Realmente, é um conflito na vida de uma artista, a vontade de fazer arte e a necessidade de sobreviver!
      Mas vamos em frente! Te aguardo nos ares.
      Um grande beijo!

      Lídia Dourado

  2. Comentar blogs não é algo que eu goste de fazer, apesar de lê-los com veemência.

    Porém, não posso deixar de demonstrar minha admiração pelo seu texto e por sua história. Parabéns pela carreira e pela analogia.

    Abraços.

    • Amanda,

      que bom que gostou do blog! Se puder, indique para os amigos, mesmo que não sejam relacionados com aviação. Acho tão importante que as pessoas saibam com o verdadeiro sentido da nossa profissão.

      Um beijão, volte sempre!

  3. Achei muito lindo o texto Lidia…

  4. Lindo texto. É bem por aí.
    Beijos 😉

  5. Tive o privilégio de ouvir esta história pessoalmente além de ser teu amigo!
    Você realmente é uma pessoa iluminada (e muito!)!!

    Beijos do amigo de sempre.

    • Meu querido amigo e colega,

      você que é iluminado de alegria!
      Te adoro, grande beijo!

  6. Amigaaaaa… que legal seu blog… só agora tive tempo em conhece-lo, vc é realmente uma pessoa iluminda e com sua luz ilumina a muitos viu??? Beijos e te adorooooo!!!!

  7. Parabéns pelo seu blog e muito obrigada mais uma vez pela força com a minha pesquisa!
    Os resultados serão publicados em breve no site: http://www.inf.unisul.br/~psicologia/
    Bjks

  8. Lídia, eu viajo no seu blog. Todos os dias entro p ver se tem alguma novidade. Amo, amo de paixão. Estou ansiosa esperando o novo post.
    Já falei que sou sua fã, né??? rsrs

    Bjus e bjus!!! (“.)

    • Hahahaha!

      Que bom que vocês estão ansiosos pelo novo post. Obrigada pelo carilho, Milena.

      Um grande beijo!

  9. Amei amei amei, me indentifiquei bastante, também sou encantada pelo teatro, porém a aviação sempre foi meu foco.
    Beijinhos.

    • Renata, seja bem vinda ao nosso blog e boa sorte nos seus objetivos! Bjos!

  10. Ameei seu blog, você escreve super bem e transmite emoção por meio de seus textos, vou continuar por aqui aguardando os próximos posts. beijoos

  11. Perfect! Linda história Lídia….
    muito legal mesmo eu adorei !
    bjokas.

    • Thanks, Carol!!!

      Que bom que gostou. É um pouco da minha história de vida.
      Beijos!

  12. Olá Lidia, isto querida faça como a Jessica lhe disse.
    Faça um post sobre maquiagem e acessórios que se usa na aviação, seria muito interessante.
    Você é muito linda, suas experiencias são exelentes. Um sonho na verdade.Não vejo a hora de minha vez chegar. Passar pelas coisas que você esta passando, conta minhas historia como você faz. *-*
    Espero que esse dia chegue.
    Bom querida, como digo sempre. adoooooooooro seu blog, suas historias são perfeitas ♥
    Beijiinhos :*

    • Obrigada, LINDA!

      Estou preparando algo especial para vocês!!!!

      Um beijo.

  13. Lídia estou adorando seu blog, fico me imaginando nessas situações que você descreve do cotidiano de uma comissária, achei super legal a analogia que você fez entre a rotina da aviação e a do teatro, gostaria de aproveitar meu comentário pra sugerir um post sobre o padrão de maquiagem e acessórios (brincos) que se usa na aviação, gostaria de saber se você na empresa que trabalha tem limitação a respeito da maquiagem ou se pode usar cores mais fortes e etc… Aguardo ansiosa os próximos post !! Bjks…

    • Anotado, Jessica! Pode aguardar que esse post vai sair, prometido!

      Um grande beijo e muito obrigada pelo apoio! =*

  14. Lindoooo!!! Vc é incrível… Encanta à todos, seja como atriz, circense ou comissária! Continuo ligada no seu blog 🙂

    • Ô minha linda, adoro sua companhia, suas opiniões, sua força, sua presença.
      Muito obrigada, viu?

      =****

      Bjo

  15. velho, nem eu! Pelo visto não foi só você, Cela, que “fugiu com o circo”.
    Achei o texto lindo.

  16. Sou e sempre fui sua admiradora, te acho como acho minha filha, uma mulher linda e inteligente. Torço por você em silêncio e te admiro ainda mais por sua linda dedicação por tudo o que faz, tal como seu pai e sua mãe.
    Parabéns.., mas vc ainda tem muita coisa maravilhosa pra fazer em sua vida.
    Deus te proteja sempre…, Sua tia : Eneida. te amo

    • Que lindo seu comentário, minha tia! Obrigada pela presença constante, enviando toda energia positiva desse mundo.
      Te amo sempre!
      =*

  17. amiga, que lindo a sua experiência! Eu não sabia dessa sua escapadela de circo! Adorei!!!! Beijos

    • Hahaha! Cada uma, né amiga!!!! São experiências lindas que fizeram de mim o que sou hoje. Tenho muito orgulho de dizer que já trabalhei no circo!

      =*****

Deixe uma resposta